Rua dos Tanoeiros

19:35 Paulo Camacho 0 Comments


A Rua dos Tanoeiros mantém a matriz desde o início que é de ser uma artéria da cidade do Funchal caraterizada pelo seu caráter comercial. Os nomes que ostentou ao longo dos anos são exemplo disso mesmo.

A rua que atualmente vai da Rua 5 de Outubro à Rua da Alfândega deve o seu nome atual ao facto de ali terem existido diversas oficinas da arte da tanoaria. Diz a História da ilha que muitas pipas foram feitas por ali para conservarem o vinho Madeira. Hoje não resta nenhuma oficina para contar a História.
Diríamos até que, se fosse aplicado o mesmo princípio da designação da prevalência das atividades, deveria ser chamada “rua das sapatarias”.

A rua já existe com a actual designação, pelo menos desde o século XVI.
Não obstante, a Rua dos Tanoeiros foi conhecida no princípio do século XX pelo nome popular de Rua dos Espanhóis, pelo facto de ali residirem e comerciarem grande número de castelhanos.
Podemos referir ainda que se chamou anteriormente Rua dos Tanoeiros Grande e, antes disso, Rua do Poço Novo.

Uma nota para referir que existiu ainda a Rua dos Tanoeiros Pequena.
Segundo explicou Rui Santos nas suas Crónicas de Domingo, no Jornal da Madeira, essa rua correspondia à parte da Rua 5 de Outubro entre a confluência com a Rua dos Ferreiros e, pelo menos, até há antiga Ponte do Cidrão e antes de ser feita a ligação à Rua do Príncipe (atual Rua 5 de Outubro), abaixo da Ponte do Bettencourt.

A localização e a oferta comercial fez com que a rua sempre tivesse grande movimento. Hoje, arriscamos a dizer que tenha menos movimento.
Uma referência ainda para mencionar que a Rua dos Tanoeiros sempre teve alguma apetência para problemas com o mau tempo. Tal como aconteceu em 2010, a 20 de Fevereiro, com a ribeira de Santa Luzia a transbordar e levar água e pedras rua abaixo até bem dentro das lojas, a 9 de Outubro de 1803, a Rua dos Tanoeiros, tal como outras ruas do Funchal, foi atingida pelos efeitos do grande aluvião que destruiu uma parte considerável da cidade.
Para além dos estragos materiais, registaram-se também perdas de centenas de vidas humanas.

A Rua dos Tanoeiros tem cerca de 138 metros de comprimento.

por Paulo Camacho

0 comentários: